Mais de 11 mil cientistas decretam 'emergência climática' em novo relatório.

Planeta Terra. Status: em Emergência Climática


Com informações de The Washington Post.

Um novo estudo realizado por 11.258 cientistas das mais variadas áreas de estudo, de 153 países, alerta que o planeta “enfrenta uma emergência climática clara e inequívoca”, e delineia alguns objetivos amplos de política pública que precisam ser atingidos para enfrenta-la.

No documento, os cientistas advertem que entre as mudanças necessárias para atenuar alguns dos efeitos desse estado de emergência climática vão além de monitorar as temperaturas do planeta. É preciso reduzir o consumo de produtos de origem animal, implementar práticas de eficiência energética e afastar-se das metas de crescimento do PIB em prol do sustento de ecossistemas e da melhoria do bem-estar humano. O documento avança também num tema considerado tabu e polêmico: estabilizar e reduzir a população mundial, que apresenta um crescimento diário de 200 mil pessoas. Defende o acesso ao planejamento familiar para todos. “Precisamos reduzir as taxas de fertilidade por meio de planejamento familiar voluntário e depender principalmente de dietas à base de plantas”, esclareceu o professor William Ripple, da Oregon State University e principal autor do relatório.

Manifestantes em Munich reivindicam medidas concretas para combater o aquecimento global e para frear as emissões de CO2 – crédito: Christof Stache – AFP.

A impaciência e a obrigação moral da comunidade científica parecem ser a essência do novo documento. Como afirmou Ripple, a mudança climática avança mais rapidamente do que o previsto pelos cientistas. Não por acaso, o Copernicus, serviço de monitoramento da Terra da União Europeia, registrou temperaturas médias em outubro como as mais quentes já registradas no mesmo mês, no período entre 1981 e 2010.

Outro ponto que é consenso é a necessidade de frear o uso de combustíveis fósseis, sobretudo o carvão e o petróleo. Mas, tão importante quanto descarbonizar a economia, é imprescindível sequestrar os gases de efeito estufa já emitidos, pois esses gases permanecem em atividade na atmosfera por muitos anos.  O gás carbônico, por exemplo, o famoso CO₂, representa mais de 70% dos gases de efeito estufa e fica aquecendo o planeta por pelo menos 400 anos. Isso é muito tempo e ainda temos que lembrar que diariamente emitimos mais carbono, que vai se acumulando na atmosfera e prolongando ainda mais esse tempo…

A maneira mais fácil e cientificamente comprovada de sequestrar carbono da atmosfera é plantando árvores. Felizmente, isso não depende apenas dos governos e das grandes corporações. Com o ecopass você pode plantar árvoes pelo seu smartphone. Ainda podemos evitar o pior. Mas temos que agir agora! Então faça o download do ecopass, divulgue, plante e junte-se a nós na construção de um mundo melhor. Download gratuito na Apple Store e Google Play.

Imagem principal: Anna Henly – Veolia Environment Wildlife Photographer of the Year.